Slide

Blog Conheça o novo Cores 07/02/2019

O Que Aconteceu Com Annie | Resenha


Olá, amigos!


Tudo bem com vocês? Espero que sim!

Hoje estou trazendo mais um livro em parceria com a Editora Intrínseca aqui pra vocês. Eu não cheguei a fazer nenhuma resenha para O Homem De Giz que é da mesma autora, mas apesar dos problemas e ressalvas que tive durante a leitura, estava muito animado para ler seu novo romance, O Que Aconteceu Com Annie. O livro foi cedido pela editora e gostaria de agradecer mais uma vez pelo carinho e por essa parceria incrível. A edição segue o mesmo padrão de excelência que já estamos acostumados a ver e acompanhar o capricho da editora com seus leitores. ♥

Autor(a): C. J Tudor
Editora: Intrínseca
Gênero: Thriller
Número de Páginas: 284
Sinopse: Quando Joe Thorne era adolescente, sua irmã mais nova desapareceu. Vinte e cinco anos depois, um e-mail anônimo o leva mais uma vez ao passado: “Eu sei o que aconteceu com sua irmã. Está acontecendo de novo.” Atolado em dívidas e bem longe do vilarejo onde cresceu, Joe precisa escapar das pessoas perigosas que estão atrás dele, mas também vê a oportunidade de resolver o que arrasta consigo há mais de duas décadas. Retornar a Arnhill parece a única opção. Mas voltar também significa abrir velhas feridas e reencontrar pessoas e lugares que ele nunca mais pensou que veria. Afinal, alguns segredos são grandes demais — e Joe não faz ideia de onde está se metendo.Neste suspense de ares sobrenaturais, o leitor é carregado por reviravoltas sombrias que o deixam na expectativa até o fim. O que aconteceu com Annie é uma viagem ao lugar mais escuro de um passado que precisa ser esquecido.

Quando li O Homem de Giz, lançado ano passado, eu automaticamente me apaixonei pela escrita da autora. C. J não perde tempo enrolando o leitor e eu acho isso a melhor coisa que um escritor pode fazer por seu público. Não existe nada mais "balde de água fria" do que pegar um livro repleto de capítulos enrolados, cheio de informações desnecessárias e que acrescentam pouco (ou nada) para a história. Fiquei muito feliz de ver que essa característica da escrita da autora está presente em seu novo romance e tudo acontece de maneira muito dinâmica. Em O Que Aconteceu com Annie, iremos conhecer a história de Joe Thorne, um professor de inglês que após o recebimento de um e-mail anônimo, se vê obrigado a retornar ao vilarejo de Arnhill onde passou sua infância e adolescência. Ele nunca superou totalmente o que aconteceu com sua irmã Annie, quando a mesma possuía 8 anos de idade. 25 anos depois, o professor tem a chance de acertar as contas com o passado e finalmente se livrar dos seus fantasmas e também parar o que está acontecendo mais uma vez no vilarejo. 

As pessoas dizem que o tempo é um ótimo remédio. Elas estão enganadas. O tempo é apenas uma grande borracha. Ele segue em frente sem nenhuma consideração, acabando com nossas lembranças, quebrando aqueles enormes rochedos de sofrimento até que não reste nada além de pequenos fragmentos pontiagudos, ainda dolorosos, mas pequenos o suficiente para serem suportados.

Assim como sua escrita extremamente ágil e objetiva, pude perceber que C. J também possui outra característica que muito me agrada: A mesma opta por trazer em seus livros personagens desconstruídos e que fogem do padrão de mocinhos que vemos em muitas obras por aí. Joe é um professor frustrado que nunca conseguiu superar os traumas vividos em Arnhil. Ele possui problemas com bebidas e com jogos de azar e como resultado, deve muito dinheiro a um agiota chamado Gordo. Sem dinheiro e sem qualquer perceptiva de um futuro decente, Joe resolve voltar para sua cidade natal em busca de paz e um encerramento para tudo que o afeta, mesmo após passar tantos anos. O personagem, por diversas vezes entra em um conflito muito grande consigo mesmo entre fazer o que é moralmente certo e fazer o que ele realmente deseja. Joe possui sentimentos muito reais e que são muito palpáveis que ajudam na identificação com o leitor: Raiva, vergonha, luto, ódio. A autora consegue aproximar muito os personagens ao leitor e acho isso incrivelmente bacana.


Os capítulos da história vão sendo intercalados entre o presente e o ano de 1992 em que são narrados o período que Joe era adolescente. Aos poucos, são dadas dicas e somos apresentados ao que de fato aconteceu com sua irmã e seus terríveis desdobramentos. Ao meu ver, essa escolha entre narrar presente e passado de forma paralela ajuda a ilustrar e justificar os comportamentos de Thorne. A autora possui uma ótima escrita e é capaz de criar ótimas histórias. O Que Aconteceu com Annie traz os mesmos elementos que O Homem de Giz, mas isso não significa que a autora bebeu da mesma fonte e trouxe o famoso cópia e cola e traz uma história nova e atraente para os leitores, contudo, nesse ponto reforço que encontrei os mesmos problemas no desenvolvimento da narrativa, a mesma coisa que senti lendo seu livro anterior. A autora tem ótimas ideias, mas peca na execução, trazendo situações e eventos questionáveis e sem muita coerência com a proposta criada. O que senti lendo é que C.J estava com pressa e precisava terminar a história e não se preocupou em criar um contexto para o que aconteceu na cidade.

...Mas quase ninguém fala sobre a morte, não é? É um segredo sujo. E ainda assim, de certa forma, a morte é a parte mais importante da vida. Sem ela, nossa existência seria impensável.

Não irei me aprofundar muito nesse sentido, mas o livro possui alguns elementos sobrenaturais que foram totalmente inesperados para mim, mas no entanto, não foram bem aproveitados e soaram deslocados com a narrativa. Eu não tenho o menor problema com histórias sobrenaturais, muito pelo contrário, eu amo e acho que a solução encontrada pela autora é muito boa, porém ela deveria ter focado mais na inserção desses elementos na história e não simplesmente jogá-los na trama. Outra coisa que agrava muito essa situação é que tal evento muito se assemelha ao icônico Cemitério Maldito do mestre King. O livro ser lançado no ano em que o remake da obra chega as telonas foi ousado, pois é natural que as pessoas busquem mais informações sobre a outra e é automático realizar tais comparações entre as obras. Para os leitores mais atentos, também é fácil descobrir os mistérios que permeiam a obra antes mesmo deles serem apresentados e confesso que isso me deixa um pouco frustrado, em contra partida, a revelação sobre a identidade do Gordo foi totalmente inesperada e até agradável. Novamente reforço que a autora é mais do que capaz de criar algo realmente impactante e inesperado.

Mesmo com alguns problemas encontrados com relação a construção da narrativa, O Que Aconteceu com Annie é um ótimo livro de uma ótima autora. Eu realmente me simpatizo muito por C.J e acho uma das melhores autoras da atualidade, principalmente por sua escrita impecável e sombria. Poucos autores conseguem atingir tão diretamente seus leitores como ela e é realmente uma delícia ler seus livros, mesmo que possuam temas tão pesados. Suas duas obras foram trazidos pelo Brasil através da Editora Intrínseca e vamos esperar logo pelos próximos lançamentos. Definitivamente irei ler!


Espero que vocês tenham gostado da resenha de hoje, pessoal! Não se esqueçam de deixar seu comentário com qualquer dúvida, crítica, sugestão aqui em baixo e compartilhar a resenha para aquele seu amigo que adora um bom livro de suspense. Até breve!

Esse é o problema com a vida. Ela nunca dá um aviso. Nunca oferece nenhum indício, por menor que seja, de que um momento pode ser importante. Você pode querer torná-lo mais longo, saboreá-lo. A vida nunca nos permite saber que algo vale a pena ser guardado até o último minuto.

Nota: 3,0/5,0 
Livro cedido em parceria com a Editora Intrínseca.

Compre O Que Aconteceu com Annie: Amazon
  1. Quero muito ler esse livro, só vejo resenhas boas sobre ele, apesar desses pequenos problemas apresentados na narrativa, ele vai entrar na minha listinha de desejados. Bom domingo.

    ResponderExcluir
  2. Eu também li O Homem de Giz e apreciei muito a escrita da autora, principalmente no aspecto da enrolação, que é uma coisa que me irrita em uma leitura.
    Quero muito ler esse, pois já percebi que vou gostar também. Achei uma pena isso da parte sobrenatural, também gosto desses aspectos em uma história. Mas vou conferir.
    Excelente resenha!! bjs

    ResponderExcluir
  3. Acredito que vamos com muita expectativa pq a premissa é muito chamativa ne! Mas gostei da sinceridade e lerei quando puder, é um livro curto e realmente parece envolvente!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Ainda não li nenhum livro da autora, mas gostei da premissa desse. Achei sua resenha interessante e é muito bom quando encontramos um(a) autor(a) que escreve da forma como a gente gosta!
    Vou anotar para ler futuramente!

    ResponderExcluir
  5. Apesar de não ler muitos livros desse gênero (sou muito ansiosa para acabar logo, rs), gostei da premissa desse livro, mesmo com os pontos meio negativos que você mencionou. Vou tentar dar uma chance para ele no futuro e talvez para O Homem de Giz também, pelo menos a escrita da autora é quase certeza de que eu vou gostar, né?!
    Parabéns pela resenha!
    Bjo
    ~ Danii

    ResponderExcluir