Slide

Blog Conheça o novo Cores 07/02/2019

Pequenas Grandes Mentiras | Resenha

Foto: Gabriel Ferrari
Olá, pessoas!
Tudo bem com vocês?

Eis que nos despedimos do primeiro mês do ano! Chegamos em fevereiro e sabemos muito bem que o brasileiro tem mania de dizer que o ano começa apenas depois do carnaval. Talvez até seja verdade, contudo, minhas leituras estão a todo vapor. Janeiro foi um mês excelente para mim, literariamente falando. Li, ao total, 9 livros, uns super maravilhosos, outros nem tanto assim. No entanto, não estamos aqui hoje para falar de desgraça e sim de coisa boa e trago para vocês a resenha do livro que na minha opinião conseguiu ser o melhor do mês. Vamos comentar do livro de grande sucesso da autora Liane Moriarty e seu emblemático Pequenas Grandes Mentiras, que assim como Objetos Cortantes, recebeu sua adaptação cinematográfica pelas mãos da HBO.


Pequenas Grandes Mentiras - Liane Moriarty 
Título Original: Big Little Lies
Autor(a): Liane Moriarty
Editora: Intrínseca
Ano de Publicação Original: 2013
Gênero: Romance, drama, suspense 
Número de Páginas: 399
ISBN: 8551001574
Sinopse:  Todos sabem, mas ainda não se elegeram os culpados. Enquanto o misterioso incidente se desdobra nas páginas de Pequenas grandes mentiras, acompanhamos a história de três mulheres, cada uma diante de sua encruzilhada particular. Madeline é forte e passional. Separada, precisa lidar com o fato de que o ex e a nova mulher, além de terem matriculado a filhinha no mesmo jardim de infância da caçula de Madeline, parecem estar conquistando também sua filha mais velha. Celeste é dona de uma beleza estonteante. Com os filhos gêmeos entrando para a escola, ela e o marido bem-sucedido têm tudo para reinar entre os pais. Mas a realeza cobra seu preço, e ela não sabe se continua disposta a pagá-lo. Por fim, Jane, uma mãe solteira nova na cidade que guarda para si certas reservas com relação ao filho. Madeline e Celeste decidem fazer dela sua protegida, mas não têm ideia de quanto isso afetará a vida de todos. Reunindo na mesma cena ex-maridos e segundas esposas, mães e filhas, bullying e escândalos domésticos, o novo romance de Liane Moriarty explora com habilidade os perigos das meias verdades que todos contamos o tempo inteiro.


Eu juro que perdi a conta de quantas vezes alguém já me indicou algum livro da Liane para ler. Junto com O segredo do meu marido e Até que a culpa nos separe, Pequenas Grandes Mentiras fecha a tríplice sagrada de Moriarty, suas obras mais populares. Graças a uma promoção da Amazon (sua linda), adquiri o livro praticamente de graça e peguei o livro para ler com as expectativas nas alturas, como sempre. A obra sempre foi muito bem recebida e elogiada pelos leitores e após a popularização da série da HBO, o livro se tornou um dos maiores sucessos dos últimos anos. A capa da obra, como de costume, sofreu uma repaginação e traz as protagonistas vividas por Nicole Kidman, Reese Witherspoon e Shailene Woodley, mas o que esperar dessa leitura? Assim como aconteceu com Pequenos Incêndios por Toda Parte (caso seja do seu interesse, resenha completa aqui), histórias que abordam uma vizinhança em que algo misterioso acontece envolvendo os moradores dessa rua me repetem automaticamente a uma das minhas séries favoritas de todos os tempos, Desperate Housewives - se você ainda não viu, recomendo fortemente que o faça. Diante dessas obras eu logo torço o nariz, pois se torna inevitável não fazer comparações com a série, uma vez que as histórias possuem premissas muito semelhantes, contudo, fui totalmente pego de surpresa pela história criada por Liane, super original, autêntica, irônica e divertida.

Foto: Gabriel Ferrari

A história de Pequenas Grandes Mentiras é narrada toda em 3ª pessoa (com algumas exceções que iremos comentar mais na frente) em que somos apresentados a três mulheres: Madeline é uma mulher que recém completou 40 anos. Divorciada do primeiro marido, se encontra numa situação muito difícil ao ver que sua filha mais velha, Abigail, decide ir morar com seu pai, que a abandonou anos atrás. Já em seu segundo casamento com Eddie, Madeline ainda precisa conviver com seu marido, sua mais nova esposa e a filha do casal, que estuda na mesma sala que sua filha mais nova. Celeste tem o casamento e a vida que todos queriam ter: Ela está sempre deslumbrante, linda (até quando não quer), tem um marido atencioso, uma casa enorme, filhos gêmeos maravilhosos e tudo se parece como um conto de fadas. Jane é uma mulher jovem e mãe solteira de Ziggy, um menino extremamente doce e gentil. Ela se muda para a cidade em busca de uma nova vida e de chances melhores para seu filho e as três mulheres rapidamente tornam-se amigas e confidentes, já que seus filhos serão colegas de classe. As coisas mudam quando Ziggy é acusado de fazer bullying em uma outra criança da turma e os ânimos de todos começam esquentar. A situação se torna tão caótica que na noite em que um evento ocorre na escola, um dos pais que estava presente na festa cai da varanda e morre. 

Pelo que você pode ter visto da pequena sinopse que fiz acima, o livro possui várias divisões e histórias particulares que se desenvolvem em paralelo com relação ao mistério principal. A história começa a ser contada a partir da festa e depois fazemos uma volta no tempo, até o início da história, seis meses antes da fatídica noite. Foi uma sábia decisão da Liane trazer a história narrada de frente para trás, pois ela soube exatamente como alinhar as expectativas do leitor sobre o que esperar da narrativa. Pelo menos funcionou para mim e eu não conseguia largar o livro. A escrita de Moriarty é deliciosamente divertida e você lê facilmente umas 100 páginas sem nem perceber. Há presença de muitas cenas irônicas e engraçadas que tornam a leitura ainda mais imersiva e prazerosa. Faz um bom tempo que um livro não me prendia assim por conta da boa escrita, fiquei muito surpreso e definitivamente farei outras leituras da autora durante o ano.

Foto: Gabriel Ferrari

O livro brinca o tempo todo com o esteriótipo da "família tradicional" e como as coisas podem parecer perfeitas para o seu vizinho da porta de casa para fora, mas em seu íntimo, todas as famílias possuem seus demônios e problemas. Ocorre uma humanização muito grande das personagens enquanto a história se desenvolve e Liane aprofunda de maneira eficaz o gancho de cada uma das famílias, justificando aí, seu título conforme avançamos na leitura, se torna cada vez mais claro as pequenas grandes mentiras que todos nós contamos mediante uma situação ruim ou difícil simplesmente por não saber como agir e resolver. Não se enganem: O livro, apesar de muito engraçado, traz diversos temas bem difíceis de serem debatidos, como rejeição, abandono, violência doméstica, bullying, abuso, entre outros. Não esperava que a carga do livro fosse tão pesada e dramática, mas Liane soube dosar muito bem as medidas e o resultado é uma leitura fluida, altamente reflexiva e homogênea sem perder sua originalidade e a diversão e que muito me lembrou e se tornou a marca de Desperate Housewives, trazendo o melhor da série e sua essência para o livro, mas sem deixar de criar uma história única.

O que mais me surpreendeu em Pequenas Grandes Mentiras foi a construção das personagens. Madeline é a minha favorita e eu queria ser amigo daquela mulher. Moriarty soube muito bem realizar descrições sem forçar ou interromper a narrativa e é tudo muito natural e pertinente na história. Os capítulos se intercalam entre os acontecimentos do passado e as investigações da polícia logo após o acidente na escola e essa é a parte mais interessante: Liane brinca com o ditado de que "para cada lado há sempre uma versão da história" e é muito divertido ler os depoimentos dos pais e professores, cada um com sua própria interpretação dos fatos. A autora constrói muito bem o suspense do livro e não entrega em momento algum nenhuma pista que sirva para desvendar os mistérios: O leitor fica até as últimas 20 páginas sem saber quem morreu e o que de fato aconteceu e isso estava acabando com a minha vida: Eu não conseguia fazer mais nada porque precisava saber o que aconteceu e no final, foi realmente bem imprevisível e só ficou ainda mais evidente o talento da autora em saber guiar uma história relativamente longa e complexa de maneira exemplar, praticamente didática, escrita com maestria cuja intenção é justamente alfinetar alguns assuntos que ainda são (porém, não deveriam) tabus para a nossa sociedade.

Foto: Cabine Cultural

O livro é surpreendente, mas minha nota não. Pela resenha vocês já devem ter percebido que eu simplesmente amei o livro e não existe nota mais justa e merecida do que as tão almejadas 5 estrelinhas douradas. Pequenas Grandes Mentiras entrou para o meu hall de livros favoritos e não preciso dizer o quanto quero ver a série (principalmente por motivos de: Nicole Kidman) e já adicionei outros livros da autora em minha lista, espero que ainda me divirta e reflita muito com as histórias de Liane Moriarty. 


Nota: 5,0/5,0 - Merecidíssimo


Espero que vocês tenham gostado da resenha e lembrem-se: Deixa aqui nos comentários se você já leu ou viu a série e me conta o que achou da história. Ah, em breve teremos algumas mudanças aqui no site e espero vê-los mais vezes também, inclusive durante a semana. Muito obrigado a todos que sempre nos apoiam e é muito lindo ver o site crescendo com vocês. ♥

Até em breve!


Compre Pequenas Grandes Mentiras: Amazon | Submarino


  1. Oi,tudo bem?

    Confesso que já ouvi bastante falar da série e do livro, porém nunca parei para ler. Sua resenha então foi uma grata surpresa e me deixou com uma enorme vontade de conhecer até mesmo a série. Gostei muito do fato dele brincar com a temática da família tradicional, assim como tocar em questões difíceis e nos entregar personagens mais humanos, esse pacote cativa o leitor e faz o livro ser memorável...pelo visto você amou a leitura deixando claro o quanto ela é uma boa indicação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo sim e com você?

      O livro é tão irônico em alguns pontos e amei a forma com o que temas foram abordados. É uma leitura tão fácil de ser lida que você esquece de tudo só pra ler mais um pouquinho.

      Quero muito assistir a série, dizem que consegue ser tão boa quanto o livro!

      Grande beijo e obrigado por seu comentário.

      Excluir
  2. Olá!!

    Nem sei dizer quantas vezes também me indicaram a autora e eu até hoje não li, preciso mudar isso.
    Em especial esse livro, vejo falar mais e é bem um estilo que eu gosto e me prende. Até cheguei a comprar e tenho na estante.
    Adorei sua resenha, completinha e me deixou mais ansiosa para ler.
    Confesso, que estava por fora, não sabia da série, vou procurar pra assistir, assim que ler o livro.
    Ótima indicação!

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fê! Te garanto, pode dar uma chance a autora, você não vai se arrepender! Eu mesmo já estou de olho em outros livros dela, tenho certeza que também serão ótimas leituras!

      Depois me conta se você gostou do livro também. Tenha uma ótima leitura!

      Beijos.

      Excluir
  3. Desde antes da adaptação que estou de olho nesse livro, não fui tão sortuda de ver a promoção a tempo hahaha Mas sigo de olho , pq ele é realmente incrivel ne! e me nego a ver a serie antes de ler o livro!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Gabriel
    Ainda não li o livro, mas assisti a série (por motivos Nicole Kidman hahah) e ADOREEEI. Depois de ler sua resenha, tenho certeza que também vou apreciar muito a leitura. E você citou Desperate Housewives, tenho muito interesse de assistir e tinha me esquecido dessa série, portanto valew por lembrar.

    Bjokas da Elo!
    http://cronicasdeeloise.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAAAAAAAAAAAH, que bom que eu não sou o único louco pela Nicole, ela é maravilhosa e depois que li o livro, tenho certeza que não existe atriz melhor para o papel do que ela. Você viu que a Maryl Streep também irá fazer parte da segunda temporada? Imperdível!

      Quanto a Desperate Housewives, é uma das melhores séries que já vi (inclusive, já assisti umas 3 vezes e não me canso).

      Estou ainda mais animado agora pra ver a série!

      Muitos beijos e bom final de semana!

      Excluir
  5. Não me lembro de ter ouvido alguma criticr negativa deste livro. E estou extremamente interessada em ler essa obra, e depois assistir a série, pois gosto muito desse gênero, e tenho certeza que irei amar esse livro. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu também não vejo ninguém falando mal sobre, mas sinceramente, nem tem como. Foi uma leitura única e a melhor do mês de janeiro, na minha opinião.

      Obrigado por seu comentário. Tenha um bom final de semana, beijo!

      Excluir
  6. Que interessante! Não conhecia o livro, mas fiquei instigada a ler futuramente. Vou pesquisar sobre a autora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jéssica! O livro tem se tornado cada vez mais popular por conta da série e sua ampla divulgação e tenha certeza que ao ler você irá ficar viciada e é impossível de largar!

      Excluir
  7. Oi, tudo bem?

    Eu já comecei a ler este livro, mas por algum motivo o parei. Ainda espero uma oportunidade boa para comprá-lo. Adorei sua resenha, você escreve muito bem!

    Beijos,
    Blog Diversamente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maria! Tudo sim e com você?

      Sério? Mas por qual motivo parou? Tenho a teoria em que precisamos estar no momento certo para fazer uma leitura. Já peguei livros pra ler que são totalmente aclamados e eu achava um saco justamente por não estar na vibe da história.

      Tente dar uma segunda chance e depois me conta o que achou. E muito obrigado por seu comentário e pelo elogio, fico feliz que tenha gostado, de verdade.

      Ótimo final de semana!
      Beijos.

      Excluir
  8. Que legal que você conseguiu ler bastante em janeiro! Meu mês não foi tão produtivo assim em matérias de leituras, mas espero me recuperar agora, rsr. Assisti a adaptação desse livro e adoreeeeeeei a série. Fiquei com vontade de ler o livro também. Não sabia que esse livro fechada uma "tríplice sagrada", é uma trilogia? Ah e eu também amei acompanhar Desperate Housewives! Esse modelo de história acabou me cativando também. E que bom que o livro te surpreendeu positivamente! Favoritado, uau! Acho que preciso mesmo ler. ^^

    Beijos,
    Isa
    taglibraryisa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eeeeei, Isa! Tudo bem? Pois é, também fiquei surpreso com as minhas leituras, vamos ver se com os problemas e a rotina do dia a dia eu consigo manter esse número (talvez eu precise de um dia com 30 horas, hahahah).

      Cada vez que vejo alguém falando que a série é boa, eu fico com ainda mais vontade de ver, o que fazer??? Hahahahaha

      Então, quando me referi sobre os três livros é porque são as obras mais famosas da autora, eu creio que eles não possuem nenhuma ligação entre si, porém, tenho amigos que são apaixonados pela Liane e comentam sempre sobre essas três obras. Já quero ler as outras duas pra ontem.

      Obrigado por seu comentário, bom te ver aqui!
      Grande beijo e bom final de semana.

      Excluir