Slide

Blog Conheça o novo Cores 07/02/2019

Os Melhores de Dezembro

Foto: Tumblr

Ei! Tudo bem?
Espero que sim :)

Não sei se alguém percebeu, mas eu senti a necessidade de me dar férias do blog, pelo menos por uma semana. Isso aconteceu porque, assim como qualquer outro ser humano, eu precisava descansar e relaxar um pouco, então aproveitei que estava viajando para tirar meu merecido descanso.

Por isso o Melhores do Mês de dezembro está aparecendo na segunda semana de Janeiro. Mas eu prometo que essa será uma postagem compensatória, porque assisti tanta coisa que decidi que não escolheria apenas cinco, mas mostraria dez descobertas maravilhosas.

Eu pretendia fazer uma postagem de final de ano com as cinco melhores do mês e com as cinco melhores do ano, como decidi que dezembro merecia um bom espaço, acabou que não teremos os melhores do ano, pelo menos não da minha parte, vocês podem ver o do Gabriel e da Thalita, colunistas do blog em 2018.

Agora vamos para os Melhores de Dezembro.

[Documentário] Where to Invade Next - Michael Moore
A maior parte das pessoas que me conhecem de perto sabe sobre o meu amor por documentários e, infelizmente, eu não estava assistindo tanto quanto eu gostaria. Porém, dezembro começou com uma visita a casa de uma amiga e ela me indicou o documentário de Michael Moore, um cineasta bem conhecido nos Estados Unidos.

Ele fora contratado por algumas pessoas importantes do Parlamento Americano para entender os maiores problemas e buscar as soluções para estes. Então é com muito humor e sagacidade que Moore viaja para países (como França, Itália, Alemanha, entre outros) para buscar o melhor desses lugares e levar para os Estados Unidos.

Eu gosto muito desse documentário, porque em todo momento as partes relevantes de cada país são mostradas de forma prática e real. Moore deixa bem claro que a função de seu documentário não é reportar aquilo que o lugar tem de ruim, mas sim o que ele tem para nos ensinar.

[Musical] Shrek - Broadway
Em um belo dia perto do natal, eu e minha mãe decidimos assistir ao curta natalino do Shrek, já que nós duas temos a história do ogro como uma de nossas favoritas. Foi aí que eu descobri que a Netflix possui em seu catálogo várias gravações de musicais conceituados da Broadway, um desses é do Shrek.

Como amante de musicais, foi impossível não deixar para depois o curta natalino e me embalar nas músicas dessa história maravilhosa que eu sempre gostei. Se você for o meu contrário, outros musicais o esperam na Netflix e eu fico muito feliz em saber que eles estão dando a oportunidade de mais pessoas assistirem a esses espetáculos incríveis.





[Filme] O Feitiço de Natal - Bradley Walsh
Meu caso de amor por filmes natalino só aumentou com a ajuda da Netflix, que todo Natal decide lançar mais produções originais. Infelizmente, vendo tudo ao mesmo tempo percebi que boa parte deles são bem parecidos e com o tempo comecei a enjoar desses filmes, porém, achei O Feitiço de Natal, que com suas inovações me conquistou.

A história vai contar sobre quando Abby, uma fotografa que sonha em ter seu próprio estúdio, recebeu de Natal um calendário de seu avô. A cada contagem regressiva para o grande dia natalino uma janela ou porta de abre e o pequeno presente que aparece é um aviso sobre algo que acontecerá. Sabendo sobre o seu futuro, Abby acaba tomando caminhos traiçoeiros que podem destruir suas relações mais importantes.

Esse é um filme muito fofo e com momentos que se diferenciam de outras histórias natalinas, é claro que é mais uma produção sessão da tarde, mas vale a pena mesmo que já não seja mais Natal.

[Filme] A Princesa e a Plebeia - Mike Rohl
Um filme de natal original Netflix lançado em 2018. E, apesar do clichê que tanto tento evitar, eu amei rever Vanessa Hudgens como a protagonista de algum filme, dessa vez protagonista em dobro.

Isso porque A Princesa e a Plebeia conta a história de uma confeita e de uma duquesa que decidem trocar de vida por apenas alguns dias, mas ambas acabam se apaixonando por caras que não fazem a menor ideia de quem elas realmente são.

Mesmo com críticas negativas e vários pontos decepcionantes eu queria indicar para vocês outro filme de Natal do serviço de streaming, pois acho legal apoiar esse tipo de produção que vem conquistando cada vez mais espaço em nossas casas.





[Série] Amor ao Acaso - Chris Lang, Noémie Saglio, Julien Teisseire
Mais uma produção original Netflix que chegou para roubar meu coração. Essa é uma série francesa, o que me ajuda ainda mais a gostar da história, que vai falar sobre Elsa, uma mulher que terminou um relacionamento, mas não consegue superar ele. Assim, suas duas amigas decidem contratar um acompanhante para que Elsa consiga sair da "fossa", porém, mais do que isso acontece, ela se apaixona, mas ele...

Gente, essa série é um amor, além de ser engraçada e super contagiante. A primeira temporada acabou de estrear e eu não vejo a hora de saber se teremos ou não segunda temporada, o último episódio deu a entender que sim, mas a Netflix, até o momento, não falou nada sobre.






[Filme] Aquaman - James Wan
Acharam que eu não ia falar sobre o crush de 2018? Acharam errado. Mas ele não está aqui por causa de Jason Momoa, mas sim porque, finalmente, a DC parece estar de volta.

Arthur Curry é filho de pai humano e mãe atlante, então ele crescera na Terra, porém, com poderes ligados a água. Quando seu meio irmão começa a ameaçar o futuro dos terrestres, Arthur é convocado por Mera, uma atlante, para ajuda-la a mudar a situação em Atlantis.

Eu acredito que esse filme merece uma crítica mais digna do que apenas uma parte no Melhores do Mês, porque ele superou minhas expectativas e ainda me empolgou para futuros trabalhos da DC, que andava sumida. A fotografia, a trilha sonora, os atores, e até a trama previsível foram essenciais para que eu gostasse tanto da história.



[Filme] O Jovem Karl Marx - Raoul Peck
Um momento complexo e por isso a minha escolha em falar sobre esse filme. Há tempos que quero assistir, mas só de férias que eu pude sentar no sofá e ver com calma sobre a história de Marx e Engels na sétima arte.

O filme vai contar sobre quando Marx e Engels se conhecem e vai levar o telespectador até o momento em que Marx escreve o famoso Manifesto Comunista.

A história em si vai parecer mais uma adaptação de um evento histórico, o que é muito legal. Porém, eu decidi trazer para o blog esse filme porque atualmente as pessoas estão deturpando o conceito de comunismo e, se você não tiver tempo ou não tiver interessado em ler as obras de Marx e Engels, é muito legal ter a oportunidade de assistir, porque ao menos será possível entender o contexto histórico de Revolução Industrial e o conceito em si do que é comunismo. Não acreditem no tio do zap!

[Filme] Robin Hood: A Origem - Otto Bathurst
Mais uma adaptação de Robin Hood, dessa vez mais pop e tecnológica, porém bastante agradável.

Em Robin Hood: A Origem, a gente vai conhecer um pouco da trajetória de Robin nas Cruzadas e na sua infeliz vida quando ele consegue voltar da mesma. Ao observar o absurdo da Igreja Católica ao lado do Xerife de sua cidade, ele decide fazer justiça, assim virando o famoso Hood, o cara encapuzado que rouba (não dos ricos) da Igreja para dar aos pobres.

Gostei bastante dessa versão, inclusive dos atores, que por muito tempo fiquei com pé atrás. Acho que foi o glamour apresentado no trailer que me deixou meio receosa, mas o produto final me agradou mais do que eu achei que agradaria.




[Filme] O Grinch - Ron Howard
Em algumas postagens atrás eu falei sobre a nova versão de O Grinch, porém, nada irá superar o filme de 2000.

Talvez eu possa estar escrevendo isso por causa da carga emocional que eu tenho com essa versão. Todo dia 24 de Dezembro a minha família assiste a história de como o Grinch roubou o Natal com a ajuda de seu cão, Max. É quando o filme acaba que faltam poucos minutos para o dia 25 e aí a gente já pode abrir os presentes que estão na árvore.

Acredito, de verdade, que Natal é um momento de união e, mesmo não tendo uma família religiosa, nós usamos esse momento para estarmos juntos, o que vem ficando cada vez mais difícil, então assistir a Grinch é mais do que ver um filme, é uma tradição. Uma tradição muito importante.



[Livro] Uma Noiva para Winterborne - Lisa Kleypas 
Acharam que não ia ter um livro favorito? Acharam errado.

Eu estava tão ansiosa para essa leitura que quando escrevi a resenha descobri que precisava falar mais sobre, então aqui está Uma Noiva para Winterborne, o segundo livro da série Os Ravenels. Vocês podem conferir a resenha aqui.

Apesar dessa história não possuir ligação direta com a anterior, é no primeiro livro que nós conhecemos como Helen e Rhys se conheceram e como eles se separaram, dando um engate para a segunda obra, que vai nos mostrar como eles vão recuperar suas relações.

Esse livro pode não ter superado as minhas expectativas, até porque elas estavam muito altas, mas ele com certeza me satisfez e eu terminei a leitura muito feliz, ainda querendo mais de cada página, cada personagem e cada detalhe.



E esses foram os dez Melhores de Dezembro, espero que vocês tenham gostado e possam se interessar por algumas coisas apresentadas.

Aproveitando o momento, quero dizer que esse ano será um ano muito incerto para o blog, mas prometo que junto ao Gabriel nós faremos nosso melhor para que vocês ainda tenham conteúdos interessantes e que agradem vocês e a nós também. Eu sei que, infelizmente, a Thalita precisou nos abandonar (foram por bons motivos), e ela tinha postagens incríveis, tenho certeza que será difícil falar sobre séries tão bem quanto ela, mas faremos o possível. O blog, provavelmente, estará de cara nova, talvez até de nome novo, mas tudo continuará a mesma coisa. Conto com o apoio de vocês, mais um ano estaremos juntos. Feliz ano novo, que tudo de bom possa aparecer na vida de cada um que lê e daqueles que vocês amam, caminharemos lado a lado para que 2019 seja só cores.

Um beijo e paz no coraçãozinho de vocês! ✩