Os 5 Melhores de Agosto

30 de ago de 2018
Foto: Cecília Justen

Ei! Tudo bem?
Espero que sim :)

Nunca foi tão difícil escolher os cinco melhor do mês, foram tantas novidades (ou lembranças) incríveis que faltou espaço nessa postagem para colocar tudo o que eu gostaria. Por isso, já vou adiantar para vocês que os melhores de setembro estarão com alguns melhores de agosto, não conseguiria dizer "tchau" para algumas maravilhas.

Contudo, hoje é dia dos cinco que mais me conquistaram esse mês, os cinco que precisaram aparecer, pois precisava compartilhar. Espero que algo dessa divulgação ganhe algum coração. Vamos lá?




[Cantor] Barns Courtney

O cantor de folk rock não havia despertado o meu interesse, mas foi em Safe (série original Netflix de Harlan Coben) com apenas duas músicas que ele ganhou meu coração. Passei o mês inteirinho escutando seu álbum The Attractions Of Youth, por isso decidi que seria importante coloca-lo aqui, pois apareceu várias vezes em agosto. 

Não acho que posso escolher a minha música favorita, mas Kicks foi a que eu mais ouvi, logo a coloquei aqui para que vocês pudessem conhecer um pouco mais de Barns. 


[Filme] Suíte Francesa
Baseado no romance de Irène Némirovsky, Suite Francesa conta a história de Lucile Angellier, francesa, que tem seu marido levado pela 2ª Guerra Mundial. Morando com a sogra em uma cidade de interior, mas perto de Paris, Lucile observa a movimentação na cidade pequena quando parisienses fogem da cidade grande por causa da invasão nazista. Agora, além de precisar se adequar a novas medidas impostas pelos oficiais alemães, Lucile e sua sogra, assim como outros moradores, precisa hospedar em sua casa pelo menos um soldado da Alemanha. É dessa forma que Bruno Von Falk aparece em sua vida. Apesar de se manterem afastados, é com a música vinda do piano que faz a união entre eles se tornar inevitável.

Qualquer coisa relacionada ao século XX tem a minha atenção. É o século, para a história, das grandes guerras e dos conflitos que originaram o mundo de hoje. Por isso, quando encontrei Suíte Francesa me apressei em assistir, tanto por um lado de pesquisa quanto pelo lado de quem gosta de saber mais sobre o assunto.

Fiquei com o coração na mão durante toda a história. O final foi de mexer com minha estrutura e fugiu de tudo o que eu havia imaginado. Quero ver novamente, entretanto, esse é um filme com uma carga emocional tão grande que preciso de mais do que um mês para rever. O romance dos dois é algo bem singelo e complicado de se lidar, tanto pela parte da guerra quanto pelos dois. Lucile é muito fechada e Bruno precisa manter sua postura de soldado sério, mesmo que em muitos momentos ele não concorde com algumas ações da Alemanha diante a guerra.

Como disse esse filme não é apenas para quem gosta do assunto, é, na verdade, uma fonte história, pois o romance de Irène é quase auto-biográfico.

[Filme] O Plano Imperfeito
Harper e Charlie trabalham para grandes CEO e, por isso, estão enlouquecendo. São horas mal dormidas, dias inteiros em escritórios e chefes que pegam realmente pesado. E é em mais um dia em que ambos precisam ficar trabalhando até tarde que eles se esbarram tentando comprar um jantar para Kirsten Stevens e Rick Otis. Percebendo a situação maluca dos dois, Harper surge com uma ideia que promete ser pior ainda: Por que não os juntar? Os dois "secretários" sabem tudo sobre seus respectivos chefes, possuem suas agendas e podem comandar suas vidas sem que eles ao menos percebam alguma mudança. Assim então, Kirsten Stevens e Rick Otis passam a conviver cada vez mais e até chegam a namorar. Tudo parecia perfeito em seu plano, eles só não esperavam um casamento que está com tudo, menos com amor.

É óbvio que a Harper e o Charlie vão terminar juntos e as coisas vão dar muito errado antes de darem certo. É um típico clichê que só não está na Sessão da Tarde porque é original Netflix, e a Globo ainda não transmite coisas do serviço de streaming. Então por qual motivo eu coloquei em melhores do mês? Não só porque no fundo eu tenho meu lado filme romântico, mas porque os personagens são incríveis, e foi muito fácil pegar empatia pela Harper.

Não é uma história com ensinamentos para a vida, mas há um lado muito legal tratando do relacionamento abusivo entre o empregado e o empregador. Acredito que seja um tema muito relevante e que, mesmo de forma leve, foi colocado como o maior motivo para todos os conflitos dos personagens começarem.

[Filme] Mamma Mia: Lá Vamos Nós de Novo!
Não me segura, porque eu vou cantar! 

A continuação de Mamma Mia foi muito aguardada por mim, porque o primeiro filme é um dos meus musicais favoritos, tanto pela parte do ABBA quanto pela parte do musical em si, que embalou muitas apresentações de dança da minha vida. 

No segundo filme, a história já é previsível, afinal, enquanto descobrimos como Sophie está reconstruindo o hotel de Donna, sua mãe, a gente entende toda a história da personagem principal do filme anterior, Donna. Como ela largou tudo para conhecer o mundo, ignorou a parte material da vida e foi se reconstruir, como conheceu os três supostos pais de Sophie (história que foi tratada superficialmente no primeiro filme) e muito mais, isso tudo no ritmo de ABBA. 

Eu saí do cinema encantada e com vontade de dançar por todos os lugares, assim como no filme. Ouso dizer que a continuação é bem melhor e alegra qualquer um, é um verdadeiro show. Você vai se emocionar (me segurei muito para não chorar), vai rir, vai cantar e vai querer muito mais. 

Os personagens também são incríveis, a única pessoa nova é a avó de Donna que, um minuto de silêncio, é interpretada pela maravilhosa Cher (minha rainha suprema). Os atores que não estão no filme anterior aparecem parar interpretar os personagens em suas versões mais novas, e eles combinaram tanto que pareceu real! 

Esse é um filme incrível e eu gostaria de ter falado mais sobre ele, mas acho que só de estar aqui já ganha um bom destaque. Se vocês gostam ou não, me contem o que vocês acham dos musicais.

[Série] Sherlock
Sherlock é uma série da BBC que, no momento, terminou na 4ªTemporada. A próxima está bem longe, mas já pode surgir uma esperança de que possa acontecer, o que seria meu sonho. 

Decidi colocar a série por aqui porque esse mês revi todos os episódios, o que é bem tranquilo, pois cada um dura, em média, uma hora e meia; e cada temporada possui três episódios.

Sherlock conta as aventuras de Holmes e Dr.Watson na Londres atual, mas sem perder a essência dos livros de Arthur Conan Doyle, sendo, para mim, a melhor adaptação dos romances e contos do melhor detetive já escrito. (Percebe-se que eu babo muito pelas histórias do personagem). Fã ou não da obra, qualquer um consegue ficar vidrado na série e ansioso para mais respostas.

E aproveitando o momento, a partir de Janeiro de 2019 iniciarei um projeto meu e do Gabriel para trazer mais desse detetive para o blog. Todo mês teremos alguma coisa referente as histórias, contudo, ligando com a série. Em breve falarei melhor sobre o assunto, mas já vou adiantar que qualquer um que queira participar pode se sentir bem vindo.



Um beijo e paz no coraçãozinho de vocês! ✩

4 comentários:

  1. QUE LISTA MEU POVO! Amei ceciiiiiii
    A música ja add aqui, Suite francesa eu já falei no blog tb, maravilhoso filme!
    Mamma mia é meu amorzinho tb, não vi esse segundo mas já senti que vou amar!
    Essa série do Sherlock é MARAVILHOSA!!!! Genial demais! hahaha

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahah
      Você precisa assistir o segundo filme, Vivi! É tãããão melhor :)
      Acho que você podia reler Sherlock comigo hein

      Beijos!

      Excluir
  2. Já assisti Suite Francesa e quase me derreti ♥ Já o amma Mia: Lá Vamos Nós de Novo! eu queria ter visto no cinema, mas não fui porque não vi o primeiro e me senti com medo de ficar deslocada, mas com certeza em breve assistirei ♥

    www.blogflorescer.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse filme é maravilhoso, né?! Segunda Guerra é sempre aquela coisa...
      Menina, seu medo é compreendido mas desnecessário. É claro que seria legal assistir o primeiro, mas se você ver o segundo e depois o primeiro a história se completa da mesma forma que a invertida haha

      Excluir