Ela Colore Meu Mundo | Resenha

21 de jun de 2018
Foto: Cecília Justen

Ei! Tudo bem?
Espero que sim :)

Alguém me ajuda, pois ultimamente eu não venho tido vontade/força alguma para escrever resenhas, ou qualquer outra postagem. Não sei se vocês estão percebendo, mas os posts deram uma sumida pelo blog e eu fico realmente triste com isso, juro que está sendo sem querer. Entretanto, não estou aqui para reclamar as minhas frustrações com vocês, não é?! Mas preciso me desculpar pelo sumiço.

Eu podia estar sem vontade de escrever (o que é bem esquisito), porém continuei lendo desenfreadamente. Até leitura em conjunto com a Kalyne do O Reino das Páginas teve, sem contar o sorteio que rolou lá no instagram do blog. 

Um dos livros que eu li foi Ela Colore Meu Mundo da Evilane Oliveira, uma autora parceira do blog que é muito querida por todos do Cores, então estou muito feliz em trazer essa resenha para vocês.

Ela Colore Meu Mundo - Evilane Oliveira

Sinopse: Kieran é alguém que não se deve brincar. Gabrielle soube disso assim que olhou em seus olhos. Ele era a definição de escuridão. O corpo dela tremeu e ela sabia que aquele homem não era alguém para se chegar perto. E o aviso sonoro voltou a apitar quando ela o pegou em um beco quase matando alguém por uma dívida. No entanto, todos os fatos fizeram acontecer o contrário, os dois se aproximaram, se apaixonaram e o desejo fluiu. Gabby só não esperava que o encanto acabaria tão rápido. Gabrielle coloriu a vida de Kieran a partir do momento em que seus olhos se prenderam um num outro. A escuridão que emanava dele sempre se reduzia quando ela estava perto. E é por isso que quando, finalmente, ele tem seu algodão doce preso a sua cama Kieran não quer mais deixá-la partir. Só que as coisas podem se tornar difíceis. Principalmente se você for preso. Dois anos depois de ficar trancafiado por seus erros, Kieran reencontra Gabrielle. Ao olhar para seus cabelos agora longe de serem rosa como algodão doce, ele percebe que alguma coisa dentro da pequena mulher quebrou, ele está mais que disposto a descobrir e juntar todos os seus cacos. Ele a quer de volta. Ela o deseja além da razão. Mas o presente dos dois não tem nenhuma semelhança com o passado, além do amor que os unem. Segredos podem te consumir, te fazer quebrar, então fica a questão; Quem vai ruir primeiro? Gabby ou Kieran?

Páginas: 268 | Autor(a): Evilane Oliveira | Autor(a) Independente: Ebook Amazon | Gênero: New Adult


Queria avisar que essa postagem pode conter informações importantes e, muitas pessoas podem achar que é spoiler. São informações que aparecem logo no início da história, porém são tão necessárias que acabam mudando o rumo da obra. Seja muito bem-vindo a ler a resenha, mas que seja por sua conta e risco.

Quando Gabrielle viu Kieran pela primeira vez, ela só sentiu desejo, desejo pelo lado mais sombrio dele. Mas aí ela o viu matando e tudo mudou. Quando Kieran viu Gabrielle pela primeira vez, ele se encantou. Encantou-se pelo cabelo colorido e doce que ela tinha. E foi ali que decidiu que lutaria por ela.

Uma noite. Uma noite de paixão, promessas e muito amor. Foi tudo o que eles puderam viver antes de Kieran ser... preso. 

O mundo de Gabrielle se desmancha. Enquanto o amor da sua vida está na cadeia, sua vida vai mudando completamente, principalmente depois de descobrir uma gravidez indesejada. 

Gabrielle nasceu em um berço de ouro, então ao aparecer um bebê em sua vida ela conseguiu ter todas as estruturas necessárias para a criação do mesmo. Seus pais não concordavam. Quando o filho de Gabi nasceu, sua mãe basicamente raptara a criança e a registrara como dela. Agora ela precisa conviver com a ideia de seu filho ser seu irmão. 

Anos depois, quando Kieran finalmente sai da cadeia, as coisas não são mais como antes. Gabrielle não tem mais seu cabelo rosa e tem uma mentalidade completamente diferente, ela está machucada.

Gabi vive uma vida horrível em que é manipulada pelos pais e ainda ameaçada. Como seu pai é policial, acreditou em diversos momentos que se fosse visitar Kieran na cadeia ele seria morto. E ela só enfrentou tudo isso pelo seu filho. 

Filho que esconde com unhas e dentes de Kieran, que agora solto, quer viver o tempo perdido. Entretanto, a distância entre os dois é evidente. Além da questão social, Gabi e Kieran possuem segredos e medos. Quando as coisas parecem começar a fluir, mais problemas aparecem e menos chances de uma junção eles tem. 

"A verdade machuca. Ela te faz se sentir a pior pessoa do mundo. Olhando Kieran bêbado e drogado, eu me pergunto se eu não preferia imaginar que ele era um cara bom. Que merecia eu e Nico"

Aí gente, não me segura porque eu estou muito perdida para escrever resenha ultimamente. Não sei quem escreve, mas vocês também se perdem em algum momento e perdem a vontade? Pois é. Então mil desculpas por qualquer coisa. 

Porém, estou aqui para falar sobre mais um livro da Evilane, uma autora independente e brasileira super fofa que é parceira aqui do blog. Inclusive, ela teve um lançamento esse mês (Junho) para os dias dos namorados, para conferir é só clicar aqui

Esse é meu segundo contato com uma obra da Evi, o primeiro foi com Atroz, que é o primeiro livro dessa trilogia. Eles podem ser lidos separadamente, mas se eu pudesse aconselhar eu falaria para ler Atroz primeiro, mas só para pegar todos os detalhes do casal do primeiro livro no segundo, e até para entender o motivo da prisão de Kieran (que eu não vou contar aqui). 

Seria impossível não fazer uma comparação entre eles, mesmo eu não gostando muito de fazer isso. Entretanto, essa comparação foi necessária para que eu conseguisse dar a nota desse livro, porque ao mesmo tempo em que eu pensava em uma coisa, eu dava outra por causa do livro anterior. Não entenderam nada? Fiquem tranquilos porque eu vou explicar em partes e no final vocês entenderão.

"Todos nós somos diferentes um do outro, mas existem pessoas que querem se esconder para que as diferenças não transpareçam. Eu deixo as minhas aparentes. Minha personalidade está em cada poro do meu corpo. Como me visto e tudo mais"

Primeiramente, vamos para os personagens. 

Kieran é muito agressivo, ele tem toda a sua pose de malvado, pose essa que fica mais evidente com a delicadeza de Gabrielle. Obviamente, como qualquer mocinho "malvado", nós temos um motivo por de trás de toda a sua atitude, e esse motivo que ronda o personagem. Outro ponto é a possessão que ele sente por Gabrielle, e isso me irritou em alguns momentos, o ataque de ciúmes dos dois me levou a loucura e a muita raiva, confesso. 

Todavia, nada supera o que eu senti com as atitudes de Gabrielle. Precisamos concordar que: Ela é fraca. Eu poderia estar falando o quanto ela é forte por aguentar tudo o que precisou aguentar pelo filho, mas por favor, ela não precisava ter aguentado aquilo tudo se ela fosse uma personagem de atitude. E ela não é. O livro todo ela aceitou a situação de opressão e foi levando sua vida dessa maneira. Ela só decidiu que procuraria um advogado para pegar a guarda do filho quando a sua irmã fala para ela fazer isso. Por favor, Gabi, você podia ter feito isso bem antes. 

Esse meu problema com a personagem não tem nada haver com a trama, porque sem essa enrolação não existiria a história em si, então consigo relevar. Porém, o ponto mesmo foi o ciúme de ambos, a pressão, e todo o "vai não vai" deles me desanimou bastante com a leitura. 

"Não quero me livrar da minha família. Eu quero que eles me deixem viver, e isso é diferente"

A questão que me fez ficar em dúvida foi essa, porque a relação dos personagens me desagradou tanto que eu acabei levando a leitura de maneira desleixada. Mas quando eu comparei com Atroz, as coisas foram diferentes. Não porque Atroz seja ruim, não mesmo. 

Atroz conta a história de Alicia quer ser pintora, mas seu pai tão quer colaborar com isso. Se rebelando então, Alicia sai de casa e passa a morar com sua melhor-amiga para receber o suporte que tanto necessitava. E como agradecimento, acaba aceitando o convite da mesma para assistir a uma racha. Infelizmente não consegue chegar até o estabelecimento já que aleatoriamente um homem entrara em seu carro. Esse homem é mais conhecido como Luca, o Atroz em questão. Como algo ilegal nem sempre dá certo, ele precisa fugir da polícia após uma corrida e acaba se deparando com o carro de Alicia, essa seria a fuga perfeita. Como o carro da mesma ficara marcado pelos policiais, Alicia acaba se vendo sem saída e termina na casa de Luca, aonde ela descobre seus irmãos e percebe que talvez ele não seja tão grosso e tão cruel assim.

Tem resenha do livro aqui no blog. Essa obra, com certeza, me levou ao delírio, então não tenho nada a reclamar, mas... o que conta pontos em Ela Colore Meu Mundo é a evolução da Evi. 

Achei esse livro mais bem escrito, mais desenvolvido e estruturado. Evi consegue desenvolver cada personagem e faz um tempo cronológico ótimo, quando ela precisa voltar no passado dos personagens ela não se perde com isso. Esse fato só mostrou que ela é uma escritora excelente e que é sim uma das melhores do gênero, chegando ao lado de Abbi Glines, como eu havia dito na resenha de Atroz. 

"Pensei que eu pudesse mudar por Gabrielle, mas não posso. Isso está dentro de mim, encravado na minha alma"

É claro que eu indico a leitura para todo mundo, principalmente para quem gosta do gênero e tem ele como favorito. Evi tem uma escrita incrível que realmente vale a pena, ela faz tudo parecer mais encantador. Meus problemas com o livro não interferem na sua leitura, vocês podem se apaixonar.

"Gabrielle é como um raio de sol em meio a minha escuridão. Tudo estava negro, sem vida e sem sentido. Ela chegou e tudo isso virou pó. A luz, a cor que ela colocou em minha vida não tem explicação. Gabrielle me mantem são. Essa é a definição"

Nota: 3/5 ♥ 
*Ebook cedido em parceria com a Autora* 

Compre Ela Colore Meu Mundo | Amazon


Um beijo e paz no coraçãozinho de vocês! ✩

4 comentários:

  1. Gostei bastante da premissa do livro, me apaixonei pela química do casal protagonista!

    www.estante450.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois me conta o que achou da leitura, caso leia :)

      Excluir
  2. Oii Cecília. Apesar da nota e da premissa ser bem clichê, eu acredito que talvez gostasse desse livro caso vier a lê-lo. Essa simplicidade me agrada pela falta de mirabolantes que sempre acabam por deixar ele sem graça no final. Mas talvez eu odiasse a protagonista pela sua fraqueza... Acho que estou dívida.


    Sobre seu cansaço faz uma pausa desse mundo literário. Férias do blog é uma boa coisa quando tudo parece estar despencando. Nada por obrigação é uma boa coisa.

    Amei o post.
    Beijos

    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  3. Olá, Cecília! Sei como você se sente. Às vezes simplesmente não dá ânimo, né? Você senta na frente do computador e encara a página em branco do word por vários minutos, e nada sai. O meu conselho é tentar dar uma pausa mesmo, até ler o livro que te fará sentir a necessidade de falar sobre ele. Ou se não, tenta colocar alguma música enquanto escreve, de preferência que tenha a ver com a história. Fora isso, achei a resenha ótima e adorei!
    Falando nela (rs), tenho atroz na minha wishlist, e não sabia da continuação. Achei a premissa bem pesada, e por isso fiquei curiosa para saber como a autora conduziu a sua história. E fiquei com ainda mais vontade de conhecer a autora, por saber da sua evolução na escrita. Adorei a sinseridade na resenha. Beijos :)

    http://www.abducaoliteraria.com.br

    ResponderExcluir