A Bela e o Chefe | Resenha

4 de jun de 2018
Foto: Retipatia

Ei! Tudo bem?

Percebam que nós estamos em um momento New Adult no blog, mas nem é intencional. Ultimamente eu tenho recebido diversos livros do gênero, então acabou que as resenhas saíram umas atrás das outras. 

Entretanto, A Bela e o Chefe foi um achado meu. 

Esse livro, que poderia ser considerado uma releitura, é tanto real quanto ilusório. Ruby, um pseudônimo de uma autora brasileira, trabalhou com diversos assuntos em uma só história, história essa que se passa em Angra dos Reis, um dos lugares mais lindos do Brasil. Então se você quer algo brasileiro, você terá. 

A Bela e o Chefe - Ruby Lace

Sinopse: O primeiro trabalho de Nora Maia está longe de ser o dos seus sonhos, e ainda mais longe da área profissional a qual ela almeja seguir e lutou com unhas e dentes para ingressar na faculdade, a de medicina. Em vez disso, Nora sacrificou tudo para trabalhar como governanta de um dos homens mais ricos e cobiçados do país, Átila Douglass. Mas todo sacrifício é válido para ajudar àqueles a quem ama. Átila Douglass nasceu em berço de ouro, é um grande apreciador de bebidas e mulheres, vantagens de ser herdeiro de uma grande rede de cervejaria. Seu nome é mundialmente conhecido pela marca de qualidade Douglass. No entanto, por trás do sorriso galanteador e do bom status, se encontra um homem grosseiro e com um temperamento difícil de lidar. Ninguém foi capaz de suportar sua personalidade tempestuosa por muito tempo, com exceção dela. Isolados em uma ilha, segredos sombrios vem à tona, assim como o sentimento avassalador entre os dois. Porém, diante de um momento difícil e perturbador, o maior sacrifício ainda será feito. Tudo, é claro, em nome do amor.

Páginas: 428 | Autor(a): Ruby Lace | Autor(a) Independente: Ebook Amazon | Gênero: New Adult


Nora precisa urgentemente de um emprego, ela precisa sustentar a mãe que está doente e o irmão mais novo, por isso, quando consegue um emprego na ilha do dono da maior cervejaria do Brasil, ela não pensa duas vezes em aceitar. 

Entretanto, ela ainda não sabia o que enfrentaria. 

Átila, seu chefe, é um verdadeiro Fera. Ele pode ser lindo como o mar que rodeia a ilha, mas é a pessoa mais rude que Nora já conhecerá. E isso a atrai. Isso a deixa curiosa para desvendar todos os segredos que aquele homem tão quieto tem guardado. 

Assim então, Nora entra aos poucos dentro do coração de Átila, só que ele tem um passado sombrio que o bloqueia para o amor e, pior, seu presente pode destruí-lo, mas mais ainda, pode acabar com Nora. 

"O amor pode ser suave como uma pétala ou machucar como um espinho."

Achei essa história no Wattpad em algum momento e decidi que leria, porque às vezes acesso o site aleatoriamente para achar alguma coisa. Confesso que nem sempre é legal, mas às vezes acho histórias ótimas. E esse foi o caso de A Bela e o Chefe

Uma leitura rápida que dá vontade de devorar a obra. É mais do mesmo, cai no clichê de livros New Adults, em que temos um personagem masculino com segredos obscuros, o cara atraente que é muito antipático. Quem vai levar a mocinha à loucura. Esse típico livro já me deu no saco, por isso acredito que li tão rapidamente, pois foi o mesmo de sempre. A principal querendo salvar o outro personagem. 

Entretanto, não achem que foi tudo ruim. Na verdade, Ruby explorou bastante a parte "sombria" do personagem e mostrou uma mocinha mais convicta de suas ações, então se ela precisasse lutar, ela lutaria, se ela precisasse desistir, ela desistiria. 

"Se essa menina não era a minha perdição... era a minha cura."

É uma história super rápida de ser lida, pois é simples e cativante. Ler sobre os dois é muito fofo e emocionante, a história é um jogo de sedução que começa logo no início e vai se pendurando até o final. A gente não se cansa deles e ainda quer um pouquinho mais. 

A partir daqui a resenha possuirá spoilers 

A real é que Átila é viciado em drogas, e começou depois de um grande trauma em sua vida. Ele não consegue se "desapegar" disso, apesar de ter diminuído. Eu só estou falando isso, porque achei genial a forma que a Ruby tratou a reabilitação do personagem. A gente tem todo o momento de abstinência e até mesmo o momento em que ele vai para uma clínica de reabilitação. Tudo isso foi escrito de forma bem clara, dolorosa e bem realista. O momento de abstinência de uma pessoa é bem complicado, é a autora soube explorar isso muito bem. 

Ademais, o relacionamento de Átila e Nora nesse momento é lindo e bem doloroso. Tudo o que ela enfrenta por ele é emocionante e, por incrível que pareça, foi tão real e verdadeiro, que eu me senti ali com eles. 

"Sabia que ela não merecia alguém como eu, parecia doce demais, inocente demais. E eu... eu era um animal pronto para devorá-la."

Li de um dia para o outro e não me arrependo, Ruby tem uma escrita de autora Wattpad (não é ruim, não pensem assim) e faz livros nacionais, o que eu acho ótimo. A ambientação da história é no Brasil e isso deixa tudo mais acolhedor. 

Então se você quer uma história completa com o melhor do Brasil e muito romance, A Bela e o Chefe é uma ótima opção, principalmente se você quer sair de uma ressaca literária, neste caso ele é perfeito. 

"Depois de finalmente ter provado o seu sabor. Eu ansiava por mais, a todo instante. Ela se tornou meu melhor vício."

Nota: 3/5 ♥ 

Compre A Bela e o Chefe | Amazon

Um beijo e paz no coraçãozinho de vocês! ✩

4 comentários:

  1. Gostei bastante da narrativa, acredito que seja o tipo de livro que você leia super rápido!

    ResponderExcluir
  2. Oii Cecilia. Esse tipo de história também me enche o saco. Não gosto, nada nada de de clichés que seguem o mesmo ritmo. Apesar disso, gostei bastante do modo com o qual o enredo parece ser fluído. Me deixa mais animada para ler o livro. Beijos.

    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, jESS!

      Confesso que às vezes aceito, mas estou cansada.

      Beijos!

      Excluir