A Linguagem do Amor | Resenha

17 de mai de 2018
Foto: Cecília Justen

Ei! Tudo bem?
Espero que sim :)

Recentemente, tive o imenso prazer de conhecer a escrita da Lola Salgado, uma autora brasileira que começou na plataforma digital Wattpad e agora domina os lugares com suas obras.

Não pretendia iniciar A Linguagem do Amor, na verdade, eu nem conhecia. Mas foi lendo Sol em Júpiter (os dois primeiros capítulos) que eu decidi pesquisar mais sobre a autora e achei essa preciosidade na Amazon. Fiquei tão apaixonada que larguei todas as leituras programadas e encontrei até alguns intervalos no meio da minha semana de provas para continuar essa história que estava acabando comigo.

A Linguagem do Amor - Lola Salgado 

Sinopse: Aos 17 anos, a única coisa que realmente importa para Rebecca é se formar com louvor na faculdade de Letras para, no futuro, realizar o sonho de trabalhar em uma grande editora, perto de todos os livros de fantasia incríveis com as quais cresceu. Morando em uma nova cidade e longe da proteção dos avós, por quem foi criada, ela lutará para não seguir os passos errantes da mãe. Estaria tudo nos conformes se não fosse o murmurinho percorrendo os corredores da universidade: Adônis, o novo professor de Produção Textual, é um verdadeiro carrasco. Rude, solitário e mal humorado, ele tenta, na verdade, fugir dos fantasmas passados. A Linguagem do Amor é um romance intenso e divertido, mas, acima de tudo, uma história sobre dar uma nova chance para a vida quando tudo parece ter saído dos eixos.


Foto: Cecília Justen

Páginas: 660 | Autor(a): Lola Salgado | Autor(a) Independente: Ebook Amazon | Gênero: New Adult

Rebecca fora criada pelos avós depois de ter sido abandonada por sua mãe, que a teve muito nova. Toda sua criação foi feita com muito amor e carinho, Rebecca sabe reconhecer isso. Entretanto, todo o sofrimento que passou nas mãos da mãe ainda está em seu coração e não consegue tirar de lá, por isso seu maior medo é se tornar Marcela. Ser como ela é como perder a cabeça em uma forca e Becca fará de tudo para que nada as aproxime em relação a personalidade.

Por tais motivos, Rebecca sempre fora estudiosa, muito nerd, nunca foi de sair de casa, não namorou ninguém e nem bebeu tantas cervejas de uma só vez. Isso é um grande alívio para ela, é um sinal de que não se parece com a mãe e, para melhorar, ela irá fazer a tão sonhada faculdade de Letras em Maringá.

Lá ela faz amizades e conhece pessoas maravilhosas que tornaram a leitura muito mais agradável, são os melhores personagens secundários que Lola poderia ter criado. E é lá que ela conhece seu vizinho grosso e extremamente irritante, a quem ela apelidou carinhosamente de Chewbacca. O cara é um sem noção que não é nenhum pouco simpático e para piorar... É professor de Becca.

A relação entre os dois que começara conturbada começa a se difundir em muito carinho e muito medo. Ambos possuem passados que querem esquecer e possuem seus corações fechados para o amor. Ademais, o futuro de Adônis, nosso Chewie, já fora traçado e uma nova paixão só acabaria com todo seu sentimento.

"Quando olho para trás e vejo a ironia de nossos caminhos terem se cruzado de maneira tão incisiva, percebo que o destino já tinha planos sólidos para nós dois."

Eu estou muito (muito!) empolgada por estar fazendo essa resenha para vocês, mas fico triste por não ter começado a escrever assim que terminei a leitura, pois acredito que meus sentimentos e a intensidade das minhas emoções por essa obra apaixonante não serão expressas da mesma forma. Isso tudo porque comecei a leitura dois dias antes do início das minhas provas e me prometi ler só um pouquinho, e como vocês já sabem... Não consegui. Devorei a história sim! Não conseguia parar de ler e a cada momento que eu parava me sentia angustiada para saber mais e ter mais do melhor casal do ano! Sim, o prêmio até agora está com Rebecca e Adônis que com sua simplicidade e seu fogo me aqueceram nos dias mais tristes e frios.

Mas como vinha falando... Eu estava em semana de provas e quando terminei o livro ainda estava nela, se eu parasse para escrever eu estaria mais ferrada do que eu já estava, porque acreditem se quiser, mas fiz algumas questões pensando nos personagens e em como eles iriam se virar para terem o relacionamento no futuro.

Porque o final de ambos parece arrasador antes mesmo que a gente chegue nele. Não quero contar, mas é real, o futuro de Adônis está reservado e é como uma liberdade para ele realizar aquilo, principalmente depois de tudo o que passou; por isso você sabe que eles irão se separar, mas o amor de ambos é tão intenso que é impossível imaginar esses dois separados.

"Você precisa viver, afinal a vida é uma só e passa voando."

O livro tem aquela linguagem bem típica das histórias publicadas no Wattpad (até porque foi publicado lá inicialmente), mas não achem que isso seja um problema, pois Lola é uma autora sensacional. O que mais me surpreendeu foi a forma que ela lidou com o amor, como ela nos apresenta os sentimentos dos personagens, como ela leva isso até o leitor o fazendo sentir as mesmas sensações que os protagonistas, é bizarro, mas delicioso. Sem contar que ela consegue escrever as cenas de beijo como ninguém e tem uma fluidez maravilhosa para as partes de sexo, sem deixar que ultrapasse os limites e acabe se tornando algo sem sentido para os dois que se amam tanto.

E isso é o tipo de coisa que eu falei na minha última resenha da Lola (que foi Sol em Júpiter), e eu estou aqui para ressaltar novamente que ela sabe escrever de uma maneira surreal. Todos os sentimentos e sentidos ficam ligados quando ela começa a narrar a história e leva o leitor para dentro daquele mundo.

"É aquele tipo de amor, diferente do que sempre achei, não era perigoso ou ruim. Ah não, ele era lindo e poderosos o suficiente para mudar nossas vidas para sempre."

Eu não conheço Maringá e o mais perto que eu cheguei de lá foi Penha e, convenhamos, não é tão perto assim. Entretanto, acredito que quem conhece vai se sentir encantado com a ambientação no lugar. Primeiro que a história se passa no Brasil e isso é excelente para uma literatura nacional; E segundo que a paisagem, o cenário e todo o trabalho que a escritora fez na história com Maringá de fundo é lindo, fiquei até com vontade de conhecer e passar pelos caminhos que Rebecca e Adônis fizeram.

P.s.: Sempre que eu assisto O Fabuloso Destino de Amélie Poulain eu fico assim... Querendo conhecer a França e passar por todos os lugares que o filme mostra.

E outro ponto são as referências nerds da história, porque se você está achando que é apenas Star Wars, você está muito enganado. Pelo o que eu vi, Lola é uma nerd, então ela leva toda essa cultura (maravilhosa!) para dentro do livro, logo fica muito normal ler e encontrar uma referência a Game Of Thrones, por exemplo. E eu que sou apaixonada delirei.

E ela não fica apenas nesse lado, ela também explora o mundo musical, não só com Adônis (que tinha uma banda). Todo capítulo nós temos uma música, seja nacional ou internacional, às vezes alguns trechos no meio dos capítulos e no final encontramos uma playlist linda com tudo o que foi apresentado durante a obra. É sensacional!

"Há uma coisa que a minha avó sempre disse para me animar e eu levava comigo para a vida inteira: os momentos ruins serviam para intensificar os bons."

Amo comentar sobre os personagens, porque eles que montam a história e a faz tão completa. O caso não seria diferente em A Linguagem do Amor, porque temos personagens humanos com problemas e medos reais. O que aconteceu ali pode acontecer com qualquer um e isso mostra a força da obra em quem lê.

Rebecca tem toda essa questão com sua mãe e isso a deixa presa ao passado que quer esquecer. Ela sofre muito com a problemática, mas é por causa dela que temos um final brilhante de madurecimento da personagem. Adônis teve um passado assustador e quer se ver livre disso, o seu atual presente é apenas uma espera em uma longa fila, pois seu futuro já está preservado e ele pretende chegar até lá para se conhecer melhor e se sentir livre depois de tudo o que passou.

E é com eles que o desespero acontece, pois você quer o final feliz, quer a emoção e acaba amando junto com eles. Na verdade, confesso que amei mais o Adônis e até agora ele tem meu coração de crush do ano, se depender, até sonhar com ele eu sonhei.

Além dos principais temos os secundários, mas preciso focar no Arthur. Ele é um dos mais complexos no lado psicológico (e vocês sabem que eu amo personagens assim), porque ele é homossexual e sua família é totalmente conservadora. Arthur passará por momentos difíceis e você só consegue entender a gravidade e a imensidão do personagem quando você lê.

"Viver é nada mais nada menos do que levantar a cada tropeço e seguir em frente da melhor maneira que podemos."

Poderia falar muito mais, mas acredito que tenha passado tudo o que poderia para vocês. Todo o carinho da autora pela obra vocês podem encontrar nessa história, vários ensinamentos e debates muito importantes que movem a sociedade atualmente, além é claro, o amor.

O livro promete falar sobre paixão, sobre sentimentos a flor da pele, sobre amadurecimento, sobre escolha, sobre o futuro e isso tudo ele consegue com maestria. É uma obra apaixonante, cativante e genial na parte de romance, eu fiquei realmente chocada com a imensidão de sentimentos que foram tratados em uma só história.

Sentirei saudades de Rebecca e Adônis (desse último então... Senhor! Que homem...) que com seus amores moveram esse livro e me explodiram de sentimentos avassaladores. É o casal que você torce e quer tanto que as coisas funcionem, porque é possível observar que eles se amam e é verdadeiro.

"De todas as linguagens existentes, a minha preferida sempre seria a do amor."

Nota: 4/5 ♥ 

Compre A Linguagem do Amor | Amazon


Um beijo e paz no coraçãozinho de vocês! ✩







10 comentários:

  1. Olá!!

    Uau!! Eu não conhecia e já adorei!!! Gosto quando o livro traz ensinamentos, que nos fazem refletir.
    E mais ainda por ser de uma autora nacional. Adoro histórias que se passam no Brasil, em lugares que a gente conhece, com isso fico imaginando as cenas, adoro!
    Parabéns pela resenha! bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei!

      Então você vai amar, se jogue na leitura e depois me conte tudo!
      Muito obrigada :)

      Beijos!

      Excluir
  2. Cecília que lindo! Tô apaixonada e nem li ainda hahha
    As citações e o excesso de emoção ficaram na medida amiga, me convenceu!
    Eu quero viver essa leitura tb!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, você vai A-M-A-R! É o estilo de livro que nós nos apaixonamos.
      Viva e me conte tudinho depois :)

      Beijos!

      Excluir
  3. Eita que resenha top hein Cecília! Parabéns, estou aqui já bem curiosa para ler essa cena do beijo, kkk, parece ser uma leitura gostosa. Ah eu também me sinto assim como você, quando termino de ler um livro e não escrevo de imediato a resenha. Que autora linda, bjus e bom fim de domingo.

    ResponderExcluir
  4. Oii Cecilia.
    Amei sua resenha. Sabia que sou ao contrário? Demoro dias para escrever uma resenha se não fico confusa kkkkk
    Sobre o livro achei bem legal a proposta dele e o fato de trazer ensinamentos para o leitor. Esse tipo de leitura são as minhas favoritas porque o gosto de valeu a pena fica bem mais forte. Amei a premissa da história. Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Jessica!

      Sério? Às vezes eu também demoro, mas me forço a escrever haha Nem sempre posso contar com a "inspiração".
      Então você vai amar, se joga na leitura.
      Muito obrigada :)

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi, TUDO BEM ?

    Não conhecia o livro , mas pelo que vi da sua resenha é que ele é uma ótima dica de livro, com toda certeza devo anotar ele na minha lista de leitura. Os quotes destacados só nos deixa com mais vontade ainda de ler, parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei!

      Fico feliz em ter passado um pouquinho sobre essa obra linda!
      Muito obrigada :)

      Beijos!

      Excluir