Sonhos em Flor | Resenha

22 de fev de 2018
Foto: Cecília Justen

Ei! Tudo bem?

Adoro escrever resenhas para vocês, fico muito empolgada quando termino um livro e começo a escrever sobre ele. Entretanto, quando terminei a leitura de Sonhos em Flor da Estelle Laure me veio um vazio tão grande que, confesso, me fez ficar confusa e sem palavras para escrever essa resenha. 

Hoje é dia de falar sobre um livro espiritual, um livro lírico e completamente poético. Vocês poderão conhecer um pouco mais sobre Eden, uma garota que acabou de sair do coma e vê sua vida completamente transformada. 

Sonhos em Flor - Estelle Laure

Sinopse: Eden Jones tem 17 anos e o futuro todo planejado. Com o apoio dos pais amorosos, do irmão gêmeo que a entende como ninguém e de Lucille, a melhor amiga de todas, sonha em estudar em Nova York e se tornar uma grande bailarina. Então seu mundinho perfeito começa a desmoronar... Além de não se sair bem no primeiro teste para um balé importante, fica sem chão quando Lucille e seu irmão escondem dela que estão namorando. Mas o destino achou que isso não era o bastante. Eden passa por uma incrível experiência de quase morte, porém volta com muitas perguntas e não consegue retomar a vida. As alucinações com flores negras e com a garota em coma na mesma ala do hospital onde esteve internada a levam a Joe, e só aí ela entende que não ter o controle das coisas pode ser libertador.


Foto: Cecília Justen

Páginas: 272 | Autor(a): Estelle Laure | Editora: Editora Arqueiro | Gênero: Romance 
Série: Essa Luz Tão Brilhante #2

Eden tinha tudo, uma vida planejada que tinha muitas chances de dar certo, mas tudo mudou. Sua melhor amiga e seu irmão gêmeo esconderam que estavam namorando e seu sonho de ser uma bailarina em Nova York foi destruído quando seu teste foi um completo desastre. E quando ela achou que as coisas não poderiam piorar, ela sofreu um grave acidente e bateu sua cabeça, a fazendo entrar em coma por um mês. 

Quando ela finalmente acorda, as coisas não parecem certas e uma confusão enorme se instala na cabeça de Eden. Enquanto ela esteve coma, fato que em sua mente durou minutos, ela viu todos em sua volta, conseguiu visitar sua família na própria casa, viveu no "Intermediário", conheceu uma menina e agora, pós-coma, sonha acordada com flores negras. 

Para tudo ficar mais estranho, ela acaba descobrindo que a menina em coma na mesma ala do hospital em que ela está, é a menina que conheceu no "Intermediário", que ela conheceu enquanto estava no coma. 

Jaz sofreu um acidente e Eden fica cada dia mais curiosa para saber sobre essa menina que aparece constantemente em seus sonhos e que ela pode se comunicar. Por causa dessa "fascinação", ela acaba conhecendo Joe, melhor amigo de Jaz. Ele, que é responsável pela amiga, só quer uma forma de falar com a mesma, e Eden parece ter a solução. Entretanto, ela não parece tão certa disso, mas não quer desapontar Joe, quem ela descobriu amar intensamente.

"Acho que o amo. Acho que é bem possível. É isso é um verdadeiro desastre."

Antes de começar a expressar a minha opinião sobre a obra, gostaria de falar que esse livro tem um anterior, o Essa Luz Tão Brilhante, mas eles podem ser lidos separadamente, pois as informações não interferem, eu (inclusive) não li o primeiro. A primeira história é sobre Lucille, a melhor amiga de Eden. Em Sonhos em Flor vamos saber um pouco mais sobre Eden, a ruiva que tem um irmão gêmeo. 

Gostaria de constar que meu sonho de cabelo é ser ruiva, mas eu não sirvo nem para ser uma falsificada, quem dirá uma natural, então ler essa história foi como viver em um mundo paralelo que eu gostaria que fosse real. Mas ignorando minhas divagações sobre coloração de um cabelo, o livro é muito mais do que isso (que bom, não é mesmo?!). 

Essa é a história de Eden, uma menina que eu achei meio chatinha, mas que pode te surpreender. Como não li o livro anterior, não tenho uma grande ideia de como ela poderia ser antes do acidente, mas pelo que entendi em poucas páginas, Eden é bem sem sal. Ela tem uma melhor amiga que sofreu muito no passado, mas Eden está triste porque não sabia sobre o relacionamento de seu irmão. Além disso, ela não passou no teste do ballet. Resumindo: Eden está muito magoada, mas ela é bem revoltada, então desconta isso em quem está em sua volta. 

Como escrevi anteriormente, para piorar, ela sai de um coma extremamente devastada e quase sem rumo algum. E aí que vem a melhor parte da história: Na verdade, o coma foi um grande acontecimento na vida de Eden, e de uma forma positiva. 

O coma a trouxe Joe e juntos, eles vão viver algumas aventuras para tentar se comunicar com o "outro lado". 

"Para dizer a verdade, a parte mais assustadora de tudo não é o que aconteceu; é o que teria acontecido se não tivesse sido daquele jeito."

Essa é uma história que não envolve religião, mas que tem um fundo muito ligado a ela. Isso porque Eden viveu no "Intermediário" (como se fosse outro plano) enquanto estava no coma e, muitas pessoas que estiveram nessa mesma situação fazem relatos bem parecidos com a personagem. Inclusive, no final de alguns capítulos, nós (leitores) podemos ler alguns relatos de pessoas que saíram de um coma e dizem ter passado por momentos similares que a protagonista de Sonhos em Flor viveu. Essa foi a parte mais genial do livro pra mim, Estelle nos deixou muito mais perto dessa realidade. 

Bom, independentemente da sua religião, o livro traz uma mensagem de fundo muito bonita, o deixando muito mais poético do que poderia se imaginar. Essa não fora uma história surpreendente, não foi incrível, não teve grandes reviravoltas e, apesar de ter momentos muito icônicos, foi completamente previsível. Isso, no entanto, não estraga o charme da história. 

Sonhos em Flor é bem simples, parece até um conto de tão rápido e não possuí muitas informações, o que pode ter sido um erro da autora. Eu esperava mais, um conflito, uma emoção, uma descoberta... Não sei, só gostaria que o livro não parecesse tão fraco. A história não é ruim, como escrevi, ela possui um charme que está totalmente ligado a sua mensagem, mas... Falta algo. 

Nós vemos um crescimento em cada personagem, lidamos com a pior parte que eles podem ter e isso tudo se transforma em um autoconhecimento muito legal. Enquanto eu lia sobre Eden, apesar de não sermos parecidas, comecei a me questionar sobre várias coisas que ela fazia ou tentava mudar, mas me questionava em minha própria vida. Esse não é um livro impactante, mas ele tem uma colocação sobre o motivo das coisas acontecerem que me deixou muito apaixonada. 

Já escrevi em outras resenhas sobre isso, mas eu preciso repetir que adoro quando um livro nos traz pensamentos relacionados ao destino, apesar de não acreditar nele. Eden sofreu um acidente, entrou em coma e quando saiu virou outra pessoa. Como a própria sinopse diz, ela perdeu o controle da sua vida e entendeu que nem sempre isso é ruim, que às vezes o que a gente precisa é não ter a vida planejada. Por isso a história me agradou tanto, pois mesmo sendo "sem emoção", ela consegue deixar a vida com um olhar muito bonito e transforma coisas ruins em finais bons. Nem sempre um acidente é o fim do mundo, outra coisa melhor irá surgir.

Ah! Eden não só se descobriu como também descobriu uma paixão por Joe. Eu não acreditei muito no amor dos dois, Joe parecia muito ligado a melhor amiga e Eden parece uma maluca sem nexo algum, então esse romance saiu bem ruim. Eles não tiveram uma grande conexão ou ligação, eles só estavam lá tentando desvendar como se conectar com o "outro lado" e acabaram em um romance que, para mim, não precisava nem existir. Acredito que a amizade dos dois poderia ter saído de uma forma muito mais brilhante do que um relacionamento, principalmente pelas aventuras que eles se enfiaram para tentar trazer Jaz de volta.

Mas nem todo relacionamento se dá por um namoro, o relacionamento de Eden que me convenceu e fez meus olhos brilharem foi o relacionamento com seu grupo de amigos e sua família. Lucille é uma melhor amiga incrível; Digby é o irmão gêmeo que eu gostaria de ter; Madame é a professora de dança que me faria voltar às aulas.

"Eu nunca tinha percebido como as coisas podem ser assustadoras, empolgantes e possíveis... Quando existe uma escolha."

Apesar de todos os pontos que me fizeram negar um pouco a história, Sonhos em Flor possui momentos brilhantes de pura filosofia que vão fazer seu coração acelerar por cada página passada. Essa é uma obra com poder de deixar o leitor com dúvida e ansiar por respostas. Não é nada surpreendente, mas quem disse que para ser intenso nós precisamos de uma surpresa, não é mesmo?!

"Depois de tudo o que aprendi, já não acredito em finais definitivos. As coisas simplesmente mudam. Tornam-se outras coisas. Nós nos adaptamos. E as vezes adquirimos asas."

Nota: 3/5 ♥ 

Compre Sonhos em Flor | Amazon | Saraiva 
Baixe um trecho de Sonhos em Flor | PDF


Um beijo e paz no coraçãozinho de vocês! ✩

10 comentários:

  1. Nossa eu amei!!
    Gosto de como os autores nos envolvem nesses segundos planos, acredito tb que algumas coisas ruins são para o nosso bem!
    E acho que vc ficaria bem ruiva... hahaha

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei!

      Esse é um livro lindo, você vai adorar :)
      Sério?! Morre de medo haha

      Beijos!

      Excluir
  2. Oiie Cecília.
    Eu nunca li nada que tivesse essa gama espiritual e fico em dúvida de como seria a leitura. Apesar disso, eu gosto (e muiiiiito) de livros que tem essa pegada filosófica que nos faz acima de tudo, pensar. Gostei bastante da premissa do livro. Acho realmente que eu gostaria de ler. Parabéns pela resenha.
    Beijos.
    Blog: fanficcao.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Jessica!

      Eu também não, então pra mim foi bem surpreendente.
      O livro é lindo, você vai gostar bastante :)
      Muito obrigada.

      Beijos!

      Excluir
  3. Olá, tudo bom?
    Que bom que o livro é mais que cabelo hahahah.
    Eu adorei a ideia da história e ele parece passar uma mensagem (várias, na verdade) muito bonitas.
    Me interessei pelo fato do livro mostrar o que passa uma pessoa em coma, é um grande diferencial.

    Beijos, Ally.
    Amor Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Ally!

      É um livro muito bonito, você vai gostar :)

      Beijos!

      Excluir
  4. Oi Cecília,
    Sei como é, já tive essa experiência com livros que me tocaram e envolveram de um modo que pensei "como falarei sobre isso?" Fiquei fascinada sobre a temática dessa história, sobre as mensagens que ela deve passar, essa questão do coma é algo ainda muito questionado hoje em dia, então acaba me deixando curiosa. Adorei a resenha, não conhecia o livro, mas fiquei com muito interesse para ler. É muito bom quando a história consegue nos envolver de tal forma que nos faz refletir sobre nossa vida, (mesmo que a história do livro não tenha nada a ver com a nossa, mas algumas decisões e pensamentos das personagens nos conduz a essa reflexão).

    Bjokas da Elo!
    http://cronicasdeeloise.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Elo!

      Fiquei muito feliz em ler seu comentário, pois é assim que me sinto em relação à obra. Espero que um dia você consiga dar a oportunidade, pois é uma leitura maravilhosa, cheia de ensinamentos, com esse lado do coma diferenciado e muito mais. Você pode ser apaixonar.

      Beijos!

      Excluir
  5. Olá, tudo bem?
    Eu já li Essa Luz Tão Brilhante e gostei muito. Adorei a resenha e espero ler logo esse livro pois gostei batendo da escrita da autora. Eu li rapidamente é foi muito bom.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei!

      Eu queria muito ler, mas infelizmente pulei. Se você gostou do anterior, essa obra parece ser tão boa quanto, segundo quem leu as duas.

      Beijos!

      Excluir