Sem Escolha | Resenha

15 de out de 2018
Foto: Cecília Justen

Ei! Tudo bem?
Espero que sim :)

Hoje é dia de trazer para vocês a resenha do segundo livro da série Sea Breeze da Abbi Glines, uma autora super conhecida por escrever séries extensas de New Adult.

Fiquei muito empolgada quando a Editora Arqueiro me mando o E-book da história, porque, apesar de estar afastada do gênero, eu gosto muito da autora e acredito que ela consegue se superar a cada obra.

Sem Escolha - Abbi Glines

Sinopse: Está cada vez mais quente na cidade litorânea de Sea Breeze, e Marcus Hardy encontrou o abrigo perfeito para passar os próximos meses de calor: o frequentado apartamento de Cage York. As garotas estão sempre entrando e saindo de lá, em sua maioria mulheres lindas que nunca ficam mais de uma noite. Quando Marcus chega, está apenas buscando curar seu coração ferido. Só que uma das frequentadoras mais assíduas da nova casa logo chama sua atenção. Willow – ou apenas Low – é a mulher com quem Cage pretende se casar. Mas os dois são completamente diferentes, e Marcus não entende como ela pode lidar tão bem com a infidelidade de Cage. No fundo, Low precisa mesmo é de um homem de verdade... bonito e sensível como Marcus. Porém, as coisas não são tão simples, e esse relacionamento vai se complicar de um dia para o outro, assim que um grande segredo for revelado.


Livros para discutir política

13 de out de 2018
Foto: Gabriel Ferrari


Olá, pessoas! Como estão?

Não é nem necessário acompanhar os jornais para saber que estamos passando por uma difícil crise política para a escolha dos representantes que irão governar nosso país pelos próximos 4 anos. Pouco se discute a respeito das propostas dos candidatos e o que de fato planejam para o país. Somos massacrados diariamente pela mídia com as mais diversas notícias e a maioria das pessoas não possuem o senso crítico ou o famoso "filtro" para separar as notícias verdadeiras das famigeradas "fake news". O discurso de ódio e a intolerância marcaram as falas políticas durante o primeiro turno e agora temos o país dividido em dois lados como nunca antes aconteceu. A população se encontra inflamada e revoltada de ambos os lados e o menor dos comentários é capaz de estourar uma verdadeira guerra de ofensas e argumentos de conteúdo nulo.

Minha intenção com esse texto não é formar a cabeça de ninguém e muito menos levantar bandeira alguma para candidato A ou B. Elaborei essa lista pois foram livros que li (ou que estou lendo) em algum momento da minha vida e que me ajudaram nesse processo de criação e desenvolvimento do pensamento político, crítico, ideológico e social. Ao contrário do que muitos pensam, a educação é a maior arma que a população possui contra o governo e esse é o momento de avaliarmos as propostas de cada um deles pensando no Brasil como um todo e não se restringir exclusivamente a bolha social em que você encontra-se inserido. Devemos pesar os prós e os contras visando o melhor pra você, pra sua família, pro seu amigo, vizinho e conhecido, independente de candidato, partido ou bandeira. 

Com algumas exceções, procurei trazer uma lista com leituras atuais e de ficção que de alguma forma trazem a luta contra um sistema totalitário e a busca pela igualdade de minorias. Novamente digo, minha intenção não é formar nenhum cientista político (eu tampouco sou). Existem obras maravilhosas que discutem amplamente o tema; essas, por sua vez, nunca tive a oportunidade de lê-las e não sei se agora teria a maturidade suficiente para fazê-las. Meu objetivo é trazer pra vocês livros que ajudaram a despertar meu pensamento crítico e entender um pouquinho sobre o mecanismo que rege o mundo.

Acho que já falei demais e vocês na verdade querem saber a respeito dos livros. Vamos a lista.


[Livros] Lançamentos de Outubro + Recebidos em Setembro | Parcerias

8 de out de 2018
Foto: Cecília Justen

Ei! Tudo bem?
Espero que sim :)

Ultimamente venho sumindo do blog, mas prometo que não é intencional. Minha vida vem sendo uma loucura e, aos poucos, perco a vontade de escrever alguma coisa no Cores. Entretanto, estou conseguindo buscar uma pontinha de energia para escrever mais uma postagem para vocês e com a promessa de que os próximos meses serão melhores. Obrigada por não desistirem do blog.

E não há forma melhor de recomeçar com os lançamentos do mês e os recebidos de setembro. Espero que vocês gostem e se interessam por algum autor ou história.

A Freira | Crítica

6 de out de 2018



Olá pessoas, como vocês estão?

Se lembram que eu prometi na resenha da semana passada que iria abandonar um pouquinho os livros pra falar sobre algum filme? Pois bem, aqui estou eu para falar do mais novo filme de terror da franquia de Invocação do Mal, mas não se preocupem, estou preparando alguns textos literários bem legais pra vocês para os sábados seguintes. Lembrem-se que qualquer dúvida, crítica ou sugestão, é só deixar aqui pra mim nos comentários que irei sempre ler e responder vocês.


[Duologia] As Irmãs Lyndon | Resenha

1 de out de 2018
Foto: Cecília Justen

Ei! Tudo bem?
Espero que sim :)

Como percebi que vocês adoraram as postagens com todas as resenhas da série a qual pertence, decidi trazer mais uma para vocês. Assim como a última, vou falar sobre a duologia da Julia Quinn, As Irmãs Lyndon. As resenhas estão no blog e vocês podem conferir a opinião completa sobre cada obra. Entretanto, aqui vocês podem conhecer um pouquinho sobre Victoria e Eleanor Lyndon, irmãs maravilhosas que são protagonistas dos livros Mais Lindo que a Lua e Mais Forte que o Sol, respectivamente. 

Ninféias Negras | Resenha

29 de set de 2018
Foto: Gabriel Ferrari
Olá, pessoas! Tudo bem com vocês? Eu estou muito bem!

Hoje vim trazer a resenha de “Ninféias Negras” do escritor Michel Bussi, publicado aqui no Brasil pela nossa querida editora Arqueiro. A obra francesa promete mergulhar o leitor em uma aula de história sobre o célebre pintor impressionista Monet em uma teia de suspense e mistério para a resolução de um assassinato nos jardins da cidade francesa de Giverny, um vilarejo paradisíaco que serviu de inspiração para o pintor na confeccão dos seus mais famosos e prestigiados quadros.

Antes de começarmos, vamos nos situar mediante ao período histórico que o livro utiliza para a construção de seu enredo: Claude Monet foi um dos mais conhecidos pintores do período artístico que ficou conhecido como Impressionismo, criado na França durante o século XIX. O termo é derivado da obra "Impressão: nascer do sol", uma das obras primas mais conhecidas do pintor. O vilarejo de Giverny de fato existe e o próprio Monet passou seus anos finais, até morrer em dezembro de 1926. Os diversos lagos e pontes da cidade serviram de inspiração para a sua famosa série de quadros batizadas de "Nenúfares". O corpo do pintor foi enterrado no cemitério do vilarejo e hoje é um dos pontos turísticos mais visitados da França.

Quadro que faz parte da série "Nenúfares", pintado por Monet em Giverny.

Bom, logo de cara podemos perceber que a narrativa da obra é toda construída por esse viés artístico de Giverny. Interessante, não? Agora que entendemos um pouquinho sobre o contexto em que o livro está situado, vamos ao que interessa:


After | Resenha

24 de set de 2018


Ei! Tudo bem?
Vocês já leram um romance enlouquecedor? Eu li e, por isso, a resenha de hoje é After

Conheci a história há um tempo, mas não quis pegar para ler o livro, já que eu sabia todos os spoilers possíveis para a obra e isso estraga tudo (tudo!). Entretanto, nas férias (sim, nove meses atrás) decidi conhecer melhor essa história mesmo sabendo o final, e me surpreendi. 

After foi escrito por Anna Todd, uma autora super conhecida por causa da plataforma Wattpad, em que publicou fanfics (histórias feitas por fãs com os ídolos como personagens) com os integrantes da boyband One Direction. Que fanfic era essa? After. E o sucesso foi tanto que Anna publicou em livro essa história que teve mais de um bilhão de acessos.

After - Anna Todd

Sinopse: Tessa é uma garota de 18 anos que acaba de deixar a casa de sua mãe para ir morar no campus da faculdade. Estudiosa, responsável e recatada, ela não quer saber de festas e nem de paixões. No primeiro dia na faculdade, Tessa conhece Hardin, um jovem rude, lindo e todo tatuado que implica com seu jeito de garota certinha. Os dois se detestam, mas ao mesmo tempo não conseguem ficar longe um do outro. Logo, começam um relacionamento intenso e turbulento. Consumida por uma paixão que ela imaginava não ser possível, Tessa vê sua sexualidade aflorar. Mas por trás do charme irresistível de badboy, Hardin carrega fantasmas de seu passado, que podem colocar tudo a perder. Depois de Hardin, Tessa nunca mais será a mesma.